mirap

Mira Schendel (Zurique, 1919 – São Paulo, 1988)

 

Como muitas crianças, Mira começou a desenhar aos quatro ou cinco anos de idade, com lápis coloridos e papéis quadriculados. A menina continuou desenhando quando adolescente e, já adulta, dedicou-se ao trabalho de artista.

Mira Schendel produziu suas obras experimentando e criando diversas técnicas como, por exemplo, desenhando com máquinas de escrever, fazendo colagens com decalques e pinturas em que utilizava tinta têmpera, ecoline e pó de tijolo. Ela também fez objetos em acrílico e esculturas em papel retorcido.

A maior parte de seus trabalhos são desenhos e monotipias realizados em papel de arroz, um papel japonês muito delicado e transparente, onde Mira registrava seus gestos e palavras.

“Desde a época em que tinha quatro ou cinco anos, eu desenhava furiosamente; deve ter sido com lápis coloridos e papéis quadriculados. Desenhava figuras. E, na adolescência — eu me lembro no bonde indo para a escola —, eu desenhava figuras, as pessoas. (…) Lia ou desenhava. Sempre tinha comigo um bloco de desenho e um lápis preto. Fazia esboços e as pessoas me observavam desenhando furiosamente.” MS.